Quer dicas para morar em SP? Veja as melhores!

Dicas para morar em SP

Decidir morar em SP exige um bom planejamento emocional e financeiro, pois é um dos maiores centros urbanos do país. Por isso, a seguir entenda como é viver nessa cidade, qual é o custo de vida em média e os melhores lugares para morar.

Por que morar em SP?

Mudar de região para ir morar em São Paulo já é um ato comum na para quem está longe de grandes centros urbanos, por exemplo. Afinal, em uma cidade como SP, existem mais oportunidades de trabalho e estudos.

SP é uma cidade multicultural

A cidade de São Paulo já é um centro comercial que atrai pessoas do mundo inteiro. Por isso, quem decide conhecê-la vai ter a chance de ver:

  • A presença da cultura italiana em bairros como a Bela Vista e a Mooca;
  • Um pedaço do Japão no bairro da Liberdade, onde vive cerca de 400 mil japoneses;
  • A influência dos mais de sete milhões de libaneses pela cidade, por exemplo.

Centro econômico

Um dos pontos que mais se leva em conta e não sem razão, afinal, SP é a cidade em que está o maior centro industrial do país e o seu PIB representa cerca de 11,5% da economia do Brasil inteiro. 

Variedade e Pluralidade

A diversidade de pessoas influencia a presença de produtos de todo tipo, preço e gostos, por exemplo. É possível encontrar desde produtos que custam milhares de reais até os mais baratos, na 25 de março, por exemplo.

Vídeo: as melhores dicas para morar em SP

Quais as dicas para quem quer morar em SP?

Para quem quer morar em SP é importante criar um bom plano que leve em conta o seu bem-estar financeiro, ainda que reduzido, e também a forma que pretende viver na cidade.

Conheça SP

Antes de largar tudo e se mudar para São Paulo, é essencial conhecer a cidade de perto, pois o que as pessoas falam ou o que está na imaginação pode não ser a sua realidade. Portanto, é possível fazer isso seguindo algumas dicas:

  • Passe alguns dias em SP;
  • Converse com as pessoas e observe o estilo de vida delas;
  • Ande por onde pretende morar e trabalhar e veja se é a rotina ideal que deseja.

Tenha dinheiro reserva

Por ser um grande centro, isso quer dizer que existem mais vagas de emprego, mas não é certo conseguir uma na primeira semana. Portanto, tenha o suficiente para se manter por no mínimo três meses.

O que levar em conta para calcular o custo de vida?

Alguns dos principais fatores que devem entrar na lista, em primeiro lugar, são os itens básicos para sobreviver. Então, é importante incluir:

  • Aluguel;
  • Transporte na cidade, seja com combustível ou passagem;
  • Alimentação.

Estude as regiões da cidade

Para fazer seu plano financeiro a fim de morar em SP, pesquise o preço médio dos aluguéis e os custos básicos com água e energia na região em que pretende viver. Além disso, observe como ela funciona e se você se adequa ao estilo de vida.

Regiões da cidade se SP
Foto: Uma dica essencial para quem quer morar em SP é estudar melhor a cidade.

Como conhecer a cidade?

Uma opção para quem quer conhecer os bairros de São Paulo é passar algum tempo ensaiando a rotina que teria caso se mude mesmo, por exemplo, e existem modos de fazer isso.

Alugar um quarto

Para fazer o primeiro contato com a cidade, alugar um quarto sem compromissos longos é uma boa alternativa, pois dessa forma é possível ficar hospedado por alguns dias pagando um valor não tão alto e sem incomodar parentes ou amigos.

Decorar o mapa da cidade

Ainda que a cidade seja muito grande, é possível ter uma noção geral de como ela está dividida a partir da análise do mapa que mostra as regiões. Assim, será mais fácil se orientar quando morar em SP

  • Norte: inclui Casa Verde, Jaçanã e Tremembé, por exemplo;
  • Centro: Bela Vista, Liberdade, República, Santa Cecília e Sé;
  • Leste: Mooca, Tatuapé, Itaquera e Cidade Tiradentes;
  • Oeste: Anhanguera, Cachoeirinha, Jaguaré e Pirituba;
  • Sul: Morumbi, Vila Mariana, Campo Belo, Ipiranga e Grajaú.

Use caminhos diferentes

Ir e vir de um lugar, em especial dos que você precisaria, é uma forma de conhecer melhor o local, pois é possível testar rotas diferentes e saber qual seria mais rápido ou seguro.

Vale a pena apostar em programas mais baratos para viajar para São Paulo?

Uma viagem para SP pode ter um valor alto e quando se soma a outros custos com hospedagem, alimentação e transporte dentro da cidade a situação piora. Mas, existe um programa do governo que pode ajudar na hora de comprar a passagem.

ID Jovem

Esse é um documento que garante meia-entrada em eventos culturais e artísticos, mas também oferece a chance de ter uma vaga gratuita ou com desconto em transportes interestaduais. Portanto, os requisitos para ter essa ID são:

  • Ter entre 15 e 29 anos;
  • Possuir renda familiar de até dois salários mínimos;
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • CadÚnico deve estar atualizado há pelo menos 24 meses;
  • Saber o  NIS.

Para obter a carteira do ID jovem,  é preciso ir até uma unidade do CRAS com documentos em mãos ou acessar a página oficial do governo a fim de fazer o cadastro e as etapas seguintes.

Ao escolher onde morar em SP pense em seu trabalho

Muitas pessoas, senão a maioria, vão a São Paulo por conta das oportunidades de emprego. Então, sem dúvida, o local de trabalho deve ser levado em conta na hora de selecionar um lugar para morar em SP.

Morar próximo ao metrô é vantajoso?

Para quem vai precisar fazer longas viagens para chegar ao trabalho, por exemplo, morar próximo a uma estação pode facilitar a rotina, já que o transporte está mais perto e é mais rápido. Além disso, o valor gasto em passagens é menor no metrô.

Nesse caso, o futuro morador de SP precisa avaliar o que é mais atende aos seus interesses, pois morar perto do metrô é um pouco mais caro do que as regiões mais afastadas dele. 

Fique atento ao contrafluxo

Mais vantajoso que morar perto do metrô é viver no contrafluxo da cidade, por exemplo. Para saber qual é essa parte mais central, basta observar o fluxo e o destino de boa parte do local em horários comerciais iniciais e finais.

Como funciona o trânsito de SP?

A maioria dos brasileiros já assistiu ao noticiário e viu os grandes engarrafamentos que estressam muitas pessoas no trânsito de São Paulo. Mas, existem medidas que controlam a situação e melhoram a qualidade de vida dos habitantes da cidade.

trânsito de SP
Foto: O trânsito é um aspecto que deve ser considerado por quem quer morar em SP.

Os que vão morar em SP podem observar que há diversas linhas de metrô, ônibus e trem que facilitam a locomoção dentro da metrópole, por exemplo. Além disso, a prefeitura criou outras alternativas para diminuir o enorme trânsito, como:

  • Faixas reversíveis;
  • Corredores exclusivos para ônibus;
  • Rodízio de carros;
  • Construção de novas vias.

São muitas opções que amenizam o que para muitos é um problema, o trânsito. Então, é importante prestar atenção nessas dicas.

Morar em SP na região central é a melhor opção?

A resposta a essa questão depende de qual é a sua necessidade, pois morar na região central pode ser melhor para uns e não tão bom para outros. Então, se o seu trabalho vai ser nesse local, é uma boa opção por conta da distância e gastos menores.

Outro ponto vantajoso é que, em geral, no centro é mais fácil encontrar locais mais em conta para alugar. 

Para os que preferem morar em local menos agitado, a melhor opção é se afastar do centro, já que também existem boas oportunidades de emprego que não exigem enfrentar o horário de pico de lá.

Quais as melhores regiões para morar em SP?

Algumas das melhores regiões para escolher e se acomodar em São Paulo são famosas por serem centros culturais ou onde estão grandes empresas nacionais e multinacionais. Então, boas opções para morar em SP são:

  • Bela Vista;
  • Santa Cecília;
  • República, por conta do aluguel mais acessível;
  • Vila Madalena;
  • Pinheiros;
  • Ibirapuera.

Claro que quem decide de fato o melhor lugar é você, de acordo com suas necessidades e gostos. No entanto, vale a pena dar uma olhada nesses espaços.

Qual o custo de vida para morar em SP?

O lado positivo de ser um lugar tão grande é que existe variedade de preços, por isso, é possível viver com menos do que a maioria das pessoas pensa. Basta pesquisar bastante quando for morar em SP.

Quais os custos com ônibus e metrô?

A tarifa comum para ônibus possui o valor mínimo de R$ 4,40 em dinheiro, mas pode chegar a R$ 8,45 com outros serviços, como Integração e Metrô.

Quanto custa a academia?

De acordo com a academia, a variação de preço pode ser de R$ 70 como o valor mínimo até a mensalidade de R$ 2 mil, por exemplo.

Qual o valor de uma diarista?

A diária de uma delas também varia muito de acordo com a região, então, o valor mais baixo é cerca de R$ 85 e pode ultrapassar R$ 180.

Quanto é o aluguel e despesas diárias para morar em SP?

Nas regiões baratas, o aluguel de uma quitinete pode custar R$ 900 e um apartamento com dois quartos pode chegar a R$ 1,6 mil. Além disso, outros gastos importantes são:

  • Almoço barato: R$ 20;
  • Internet: R$ 79;
  • Café: R$ 4.

Quanto vou gastar de mercado?

Alguns itens essenciais na cozinha do brasileiro podem custar por quilo em média:

  • Feijão: R$ 7,40;
  • Pão francês: R$ 12,44;
  • Leite: R$ 4,80.

Variedade

É possível encontrar itens essenciais com valores mais em conta em feiras, por exemplo, onde se paga por quilo.

custo de vida para morar em SP
Foto: É essencial analisar o custo de vida antes de decidir morar em SP.

Reserve dinheiro para 3 meses antes de morar em SP

Antes de viajar, é importante ter o suficiente para se sustentar em SP por até três meses, ainda que já tenha um emprego à vista. Afinal, nesse primeiro momento tudo ainda é muito incerto e o custo de vida é um pouco mais alto.

Desse modo, analise o padrão de vida no qual se encaixa e o que terá que diminuir para não gastar muito até conseguir uma fonte de renda estável na cidade. Assim, morar em SP não vai ser uma experiência ruim. É importante levar em conta, portanto:

  • Alimentação;
  • Moradia;
  • Transporte;
  • Outros custos como um lanche e almoço fora de casa.

Quais apps para achar casas baratas em São Paulo?

Existem alguns aplicativos em que pessoas anunciam casas, apartamentos ou apenas um quarto para alugar por um valor mais acessível. Então, quem vai morar no estado consegue um lugar para ficar nos meses de adaptação. Algumas opções de apps são:

  • Airbnb;
  • Easy Quarto;
  • OLX.

Vale a pena optar por hostel e pensão?

Hostel e pensão são opções mais baratas de hospedagem e podem ser muito vantajosas nos primeiros meses da estadia em SP. Afinal, durante o tempo de adaptação é preciso gastar menos, portanto, vale a pena sim.

O único ponto a se observar é que esses dois espaços funcionam de formas diferentes e elas podem agradar ou não ao seu perfil. A pensão, por exemplo, é um ambiente mais simples que um hotel e com um ar mais familiar, porém com quartos separados.

Já os hostels possuem quartos coletivos de até 20 leitos, pois a sua proposta é incentivar a interação entre pessoas de lugares e costumes diferentes. Então, é importante estudar cada opção.

Por que não fechar um aluguel longo para morar em SP?

Em primeiro lugar, porque no início ainda não é possível ter uma noção completa de como vai ser morar em SP e os trajetos que necessários para chegar ao trabalho ou outro lugar.

Fora isso, pode ser que o local não seja bom e apareça um outro mais interessante. Então, é mais indicado deixar para fazer um contrato de aluguel mais longo quando já estiver bem acomodado na cidade.

Antes de morar em SP, fique na casa de um conhecido

Caso tenha um amigo ou familiar que já mora em São Paulo há algum tempo e que pode te receber, é uma boa chance de avaliar a possibilidade de ficar lá e não ter tantos gastos. Aliás, também é bom para observar e perguntar como é viver na cidade.

Como fazer as malas para morar em SP?

Essa é uma parte importante para qualquer viagem e, já que é melhor evitar gastos nos primeiros meses, a organização é essencial. Então, preste atenção nesses pontos ao fazer as suas malas:

  • Escolha roupas para todas as ocasiões;
  • Separe as que vão ser necessárias para trabalhar ou procurar emprego;
  • Evite levar coisas que não usa tanto assim no dia a dia;
  • Escolha roupas para todas as estações em SP.

Qual o clima de SP?

Uma questão muito importante para quem pretende morar em SP na hora de fazer as malas é levar em conta o tempo subtropical úmido. Isso quer dizer, portanto, que em alguns meses do ano pode haver mais chuvas, temperaturas baixas ou calor.

Você conhece o mapa da cidade de São Paulo?

Conhecer o mapa da cidade é algo que pode facilitar o dia a dia de quem está começando a viver em SP, ainda que hoje exista o Google Maps. Afinal, é possível ficar sem bateria e nessas horas é importante saber como circular sem a orientação dele.

Desse modo, decore as regiões e quais os bairros mais conhecidos de cada uma para o caso de pegar um ônibus errado, por exemplo, ou precisar sair mesmo.

Morar em SP é bom?

O que se pode dizer é que, apesar do custo de vida ser maior, a cidade também oferece muitas oportunidades de emprego e experiências culturais que não existem em outros lugares do país. Portanto, é uma região que vale muito a pena conhecer de perto.

Perguntas frequentes

Quanto se precisa para viver em São Paulo?

De acordo com o preço médio atual de alimentos, transporte e aluguel, a renda ideal seria de três mil reais para morar em São Paulo.

São Paulo é bom de se morar?

É uma das cidades que mais há chance de crescer profissionalmente e culturalmente, além de possuir pessoas e produtos diversos. Então, é uma boa opção para morar. 

Como é morar em São Paulo?

É uma experiência boa para quem quer ter mais alternativas de trabalho e opções para viver de forma mais agitada ou mais tranquila em um centro urbano.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Tiago Lopes - Influenciador de viagens e turismo

Turismólogo, influenciador, apresentador, criativo e multitarefa. Há 3 anos criou o Turismo Positivo, uma forma de viajar tem muitos bons momentos!

Dicas para morar em SP

Posts Recentes